domingo, 8 de agosto de 2010

O Pensamento Múltiplo sai de cena. E a vida continua, assim como a luta por um mundo melhor.

Hoje é dia dos pais. E como um presente aos meus filhos (um menino de 6 e uma menina de 2), resolvi conceder-lhes o tempo que me dou para cuidar deste blog e pretendo que esse tempo lhes seja destinado, se possível integralmente. É essa, entre outras menos importantes, a razão pela qual resolvi interromper o funcionamento do Pensamento Múltiplo, já que ele me custa um tempo precioso, tempo que eu cada vez menos tenho. Preciso dedicar-me mais à minha vida pessoal e profissional. E a política paraibana, especialmente, não é algo que mereça de mim tanta atenção.

Agradeço a Rubens Nóbrega, pela força constante e o incentivo de suas palavras sempre generosas em sua coluna, e ao Portal Correio, que abrigou o blog sempre que ele era atualizado, ajudando-o a difundi-lo e a apresentá-lo a leitores que, em condições normais, dificilmente por aqui aportariam.

Agradeço aos meus seguidores, entre eles alguns amigos, mas a ampla maioria formada de pessoas que eu nunca tive a oportunidade de conhecer.

Agradeço àqueles/as que visitaram o Pensamento Múltiplo nesses 430 dias em que ele o blog esteve aberto, especialmente aos que me visitavam regularmente, provavelmente em busca de opiniões que nunca foram diárias. Em especial, àqueles/as que foram além das leituras e inseriram seus comentários, que dão sempre um prazer singular a quem é "blogueiro".

Em pouco mais de um ano, foram quase 20 mil acessos, audiência que eu, quando tomei a decisão de criar este blog, jamais sonhei em ter. E é por isso que me custa tanto tomar essa decisão. Saber que o que você escreve é lido por muita gente é um prêmio, principalmente para quem vive numa universidade cada vez mais voltada para dentro de si, especialmente no campo das ciências humanas e sociais, alheia aos desafios do mundo que a rodeia, preocupada com minúcias de uma subjetividade que é mais do pesquisador do que do mundo que existe lá fora.

A todos/as o meu agradecimento. Até a próxima!

Nenhum comentário: