terça-feira, 18 de junho de 2013

Falta foco para a luta dos estudantes? Que tal 10% do PIB e 100% dos recursos do Pré-Sal aplicados em EDUCAÇÃO?


O povo, os estudantes, os trabalhadores ocupam aos milhares às ruas do Brasil, mas parecem não ter um foco. A luta pela redução no valor das tarifas mostrou-se um desafio fácil demais quando a população adere massivamente a uma bandeira política. É preciso um salto de qualidade para não por a perder esse formidável renascimento das lutas sociais no Brasil.

E esse salto pode estar logo ali: a aplicação de 10% do PIB na educação, começando pela aprovação do Projeto de Lei nº 5.500, que determina a aplicação de 100% royalties do petróleo exclusivamente em educação.

Para evitar, inclusive, que a previsão de arrecadação de quase dois trilhões de dólares com as jazidas do Pré-Sal, em 70 anos, não vá para ralo do mau uso do dinheiro público, em que cidade ricas em petróleo, como  Macaé e Campos, as duas maiores produtoras de petróleo do Brasil, mas que tem índices vergonhosos de Desenvolvimento Humano: Macaé é apenas o 806º, enquanto Campos, que é a ser a maior produtora de petróleo do Brasil, ocupa o 1812º entre todos os municípios brasileiros.

Por isso, não podemos perder essa oportunidade histórica de finalmente começarmos a transformar a educação brasileira. Com os investimentos do Pré-Sal, o Brasil pode dobrar os investimentos no setor e nos tornarmos a nação que mais investe em educação no mundo. Para superar o atraso acumulado, é necessário que o Brasil mantenha por um bom período os 10% de investimentos do PIB para reestruturar nosso sistema educacional público.


Eis uma bandeira para aqueles que desejam mudar o Brasil de verdade. E no melhor estilo: com o povo na rua.

Nenhum comentário: