segunda-feira, 29 de março de 2010

Ainda o Datafolha

Tive o trabalho de organizar os números das últimas 5 pesquisas do Datafolha num quadro e trasformá-lo em dois gráficos. Um, com a evolução dos números a respeito das pesquisas estimuladas (quando é apresentado ao eleitor os nomes dos possíveis candidatos) e outro com os resultados das pesquisa espontâneas (quando é perguntado ao eleitor em quem ele vota, sem que nenhuma informação lhe seja apresentada).
Observe que eles mostram tendências diversas que se interrompem com a última pesquisa. Enquanto Dilma Rousseff segue sua linha de ascensão nas pesquisas espontâneas, José Serra, mesmo sendo mais conhecido, estancou nos 8%. Ora, José Serra cresceu entre os eleitores que tem o Bolsa Família e entre as mulheres, além de ter crescido na região sul - onde sempre atuou politicamente Dilma Roussef, - exatamente entre os potenciais eleitores da candidata petista, como explicar que, mesmo crescendo na espontânea, tenha perdido pontos na estimulada? Observem a curva ascendente entre um e outra pesquisa. Vejam que Serra, quando caiu na espontânea, caiu também na estimulada. O mesmo ocorre com Dilma. A excessão é a última pesquisa.

Não vou repetir aqui o lugar-comum de que toda pesquisa "é um retrato" circusntancial da disputa eleitoral, só servindo pesquisas há 6 meses da eleição para estabelecer possíveis tendências. Entretanto, nessa fase da disputa, as pesquisas tem outro objetivo. Nesse caso, impedir a consolidação da idéia de que Dilmna Rousseff é a nova favorita da disputa e José Serra um candidato decadente, visando com isso impedir a migração de potenciais aliados do PSDB (como o PTB, por exemplo) para o arco de apoio à candidata do PT. Além disso, existe o problema do financiamento das campanhas. Quanto mais favorito é um candidato, mais recursos ele tende a arrecadar. Como só a eleição pode desmentir qualquer pesquisa, vale tudo seis meses antes.
Roussef iniciou uma linha de ascensão nos últimos meses quando o seu nome tornou-se mais conhecido e, especialmente, depois do programa nacional do PT de dezembro quando ela foi apresentada pelo próprio Lula como sua candidata a presidente. Tanto que os votos espontâneos dados a Lula começaram a migrar para Rousseff, que já o ultrapassou (12% a 10%).

Quando afirmei aqui mesmo neste blog (clique aqui), ainda em outubro do ano passado, que Dilma Rousseff tendia a ser favorita quando a eleição se aproximasse, muita gente desdenhou daquela análise. Quem viu apenas as características da candidata - nem de longe parecidas com as de Lula (mas, é bom lembrar que Lula foi derrotado duas vezes por FHC, um político elitista e sem "carisma") - e desconheceu o ambiente político e econômico que se formava, h0je tem que reconhecer que, diferentemente do quadro de 2009, em 2010 Dilma Rousseff é quem aparace como favorita. E, a não ser que aconteça uma hecatombe econômica - o que é improvável, muito pelo contrário, a tendência é que bem próximo da eleição, a economia atinja o auge do seu crescimento em 2010, - Dilma Rousseff tende a confirmar esse favotismo.

Vamos acompanhar. Sem histerismos.

11 comentários:

Gilson disse...

Conforma-te, ô Flávio Lúcio.
Brasil, decente, Serra Presidente.

Gilson disse...

Serra: "Os governos, assim como as pessoas, têm que ter honra".

João disse...

"Os governos, assim como as pessoas, têm que ter honra". Serra disse isso? Então, devia estar pensado no PSDB ou no DEM, ou nos dois juntos, quando pronunciou tão expressivas palavras. Flavio Lucio, insere no blog o momento em que Serra criou o slogan da aliança PSDB/DEM. "Vote num careca e ganhe 2".
Olha o link do Youtube http://www.youtube.com/watch?v=CRVBdRYgILg

heliojampa disse...

"os governos, assim como as pessoas, têm que ter honra". A base aliada da oposição (PSDB, DEM, PPS) forma a base mais corrupta do Brasil, segundo o TSE.
A medida que ouvimos essa frase de José Serra, lembro me da moral dos hipócritas. Corrupção? só nos quintais dos outros.

Gilson disse...

O TSE? O mesmo que deixa Lulilma fazer campanha ilegal?

Gilson disse...

Mais sujo do que o PT, meus caros, impossível.

Gilson disse...

O DEM expulsou seus mensaleiros. E o PT, fez o que com os seus?

Gilson disse...

Lula vivia de salamaleques com Roberto Arruda antes de estourar o escândalo.

João disse...

Gilson,
Embala o Arruda que esse filho é teu. E ele é apenas a pontinha do iceberg da corrupção dos demos. A PF está na cola. Tem a Alston, tem as privatizações. Roubo pequeno é para demos como Arruda e Efraim. Tucano só pensa grande.

Filipe disse...

Bem, esse tal de Gilson é mais um daqueles leitorezinhos de Folha, Veja, O Globo, telespectadores de Jornal Nacional e amantes de Boris Casoy e Arnaldo Jabor ( e, quem sabe, ainda têm um tempinho para aplaudir o Diogo Mainardi). Desses tais só tenho a lamentar. Não vale nem a pena trocar palavras, já que os números dizem por si só a evolução que o país percebeu nestes últimos 7 anos. Indicadores sociais, economia, projeção mundial, superávits de conta corrente seguidos, número de empregos criados, incentivos fiscais, etc. Negar tais fatos, antes de representar uma total ausência de sobriedade, bom senso e equilíbrio, significa um preconceito escancarado e falta de compromisso com a verdade. Como disse o grande Zagallo: VOCÊS VÃO TER QUE ENGOLIR!!! DILMA NELES.

Filipe disse...

Apenas para completar o pensamento anterior, repare que a Datafolha (sim, da Folha de São Paulo, aquela que publica as pesquisas forjadas) já está procurando justificar as possíveis falhas da próxima pesquisa da Vox Populi (que ainda nem foi publicada). Certamente seus resultados serão bem diferentes dos da Folha. Ainda bem que, pelo menos para mim, pesquisa eleitoral é igual a nota de 3 reais. Confiram no site http://www.paulohenriqueamorim.com.br/?p=29395