segunda-feira, 25 de outubro de 2010

AFINAL, QUEM FAZ CAMPANHA PARA DILMA NA PARAÍBA? CIRO GOMES E EDUARDO CAMPOS?

Até Mônica Serra já veio fazer campanha para Ricardo na Paraíba.

Considero um erro da campanha de Dilma Rousseff evitar vir à Paraíba para apoiar José Maranhão. O resultado disso é que quase não se vê mais campanha organizada para a petista no estado. À exceção do PT e do PCdoB, pouco se fala na candidata de Lula e a campanha de Serra cresce a olhos vistos. Diante da pressão do PSB nacional (Ciro e Cid Gomes e Eduardo Campos), que impede a vinda de Lula à Paraíba, Maranhão se sente abandonado e não faz a campanha de Dilma. Pelo menos não com o entusiasmo e envolvimento que fez no primeiro turno.

Por outro lado, Ricardo Coutinho, por conveniência eleitoral, além de não pedir um voto sequer para Dilma, deixar correr solta a campanha de Serra em todo o estado. Faz jogo duplo porque quer o apoio dos eleitores de Dilma e de Serra.

Estive em Patos na sexta e no sábado passados. Lá, o Comitê de Ricardo é também o comitê de Serra. Os cabos-eleitorais pedem votos para os dois, e Ricardo Coutinho e Serra estão casadinhos em todo o estado, à exceção de João Pessoa. Aqui, isso também existe, mas com menos força. No resto do estado, PSDB e DEM comandam a campanha do "socialista" Ricardo, especialmente em Campina Grande, onde no primeiro turno Serra ficou em primeiro, Marina em segundo e Dilma ocupou um terceiro lugar! É bom não esquecer que o PSB de João Pessoa fez boca de urna para Marina no primeiro turno. E o agradecimento veio agora no segundo turno com a declaração de apoio da verde-laranja ao socialista-demo-tucano da Paraíba.

O PSDB em ação: Alguém tem dúvida qual o palanque de Serra na Paraíba?

Ou seja, a campanha de Dilma, para beneficiar o PSB, dá um tiro no próprio pé. Isso abriu espaço até para que o Senador Cícero Lucena resolvesse apoiar o candidato do PMDB abertamente, talvez até mesmo com a concordância de Serra. Isso, entretanto, não pode ser lido como um acordo, pois é notório o apoio do tucano a José Maranhão desde o primeiro turno em razão de suas divergências inconciliáveis com Ricardo Coutinho. Entretanto, a postura da campanha de Dilma abre espaço para que os serristas ampliem a presença do candidato do PSDB em todos os palanques. Para quem não tinha nenhum palanque, Serra já está mais do que no lucro. Enquanto isso, a candidata do PT fica restrita à campanha de petistas e apoiadores sem partido.

Ainda há tempo para mudar essa situação. Basta Lula anunciar sua vinda à Paraíba para o comício de encerramento da campanha de José Maranhão. Ou então, a coordenação da campanha de Dilma deve pedir a Eduardo Campos e Ciro Gomes para que venham fazer campanha na Paraíba, já que eles impedem a vinda de Dilma enquanto o candidato do PSB não move uma palha nem pede um voto para a campanha a candidata do presidente Lula.

Nenhum comentário: